Anuncios

SEJA NOSSO PATROCINADOR, DIVULGUE SUA MARCA E SEJA RECOLHECIDO MUNDIALMENTE!
 

Pikachu não quer pensar na rivalidade com o Flamengo


Ver o Flamengo campeão brasileiro é sinônimo de pesadelo para a maioria dos torcedores do Vasco. Mas, ainda com pretensões no Brasileiro, os jogadores cruz-maltinos não se importam de ajudar o arquirrival a colocar uma mão na taça. Por isso, para o jogo contra o Palmeiras, hoje, às 21h30, em São Januário, até a torcida dos rubro-negros é bem-vinda.
— Não sei se teremos a torcida do Flamengo, mas toda ajuda é boa — brincou Pikachu. — Uma vitória nossa pode favorecer o Flamengo, mas não temos que pensar nisso.
Não seria a primeira vez que o Vasco ajudaria seu maior rival a conquistar um Brasileiro. Em 1992, pela fase semifinal do torneio, os dois clubes disputavam com o São Paulo uma vaga na decisão. A torcida cruz-maltina chegou a pedir das arquibancadas que o time perdesse para os são-paulinos. Mas o pleito não foi atendido. A vitória por 3 a 0 foi fundamental para o Rubro-Negro chegar (e vencer) à final.
De total interesse dos rubro-negros, uma vitória hoje pode definir o que será a reta final do Brasileiro para o Vasco. A sete pontos do G6, o time cruz-maltino pode chegar aos 42, praticamente descartar o risco de queda e lutar pela Libertadores nas sete rodadas restantes.
— Se conseguirmos duas vitórias seguidas, esqueceremos a zona do rebaixamento e poderemos pensar em uma vaga na pré-Libertadores — completou o lateral-direito.
E o sonho vascaíno de retornar à Copa Libertadores pode contar com a colaboração do próprio Flamengo. Caso os rubro-negros vençam a competição sul-americana, o G6 se transformará em G7. Ou seja: em nome de um interesse maior, os dois rivais podem terminar o Brasileiro de mãos dadas. Jornal Extra.

Reações:
 
Top