Homens com Covid têm risco seis vezes superior de sofrer de impotência

 





A pesquisa - denominada 'Vacine-se para que possa ejacular' - foi liderada por Emmanuele A. Jannini, professor de endocrinologia e de sexologia, na Universidade de Roma Tor Vergata, na Itália.

O novo estudo divulgado na publicação científica Andrology, apurou que o risco de disfunção erétil é seis vezes superior em homens que sofreram previamente de Covid-19.

Mais ainda, os investigadores detectaram que a condição, capaz de impossibilitar o desenvolvimento ou manutenção da ereção durante o sexo, pode ser temporária ou persistir a longo prazo. 

Números preliminares também indicam que os homens que padecem de disfunção erétil têm mais de cinco vezes de probabilidade de adoecerem com Covid-19.

Apesar dos dados apurados, alguns especialistas afirmam que ainda não existem provas científicas suficientes que indiquem uma ligação direta entre disfunção erétil e o novo coronavírus.

Atualmente, os pesquisadores italianos estão prosseguindo com o estudo de modo a entenderem melhor como as duas condições de saúde podem estar relacionadas.  Notícias ao Minuto

Comentários