Vasco anuncia demissões no clube e fala em acordo por débitos em atraso

Vasco anuncia demissões no clube e fala em acordo por débitos em atraso

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Vasco confirmou, em nota oficial emitida na noite desta segunda-feira (11), as demissões de parte de seus funcionários. O clube argumenta que teve de cortar custos devido à crise acarretada pela pandemia do novo coronavírus.

No comunicado, o time ainda afirma ter reduzido vencimentos de alguns, enquanto outros tiveram seus contratos de trabalho suspensos. Não foi informado quantos funcionários foram diretamente afetados, mas são cerca de 50 dispensas.

O Vasco acrescenta ainda que "foi oferecido, sem exceção, um acordo para parcelamento de débitos em atraso, com pagamento da primeira parcela no ato". Na nota, o time cruz-maltino afirma também que "fica estipulado que o Clube terá de arcar com multa de 50% em caso de inadimplência do pagamento da parcela, devendo haver uma tolerância de 30 (trinta) dias após o vencimento para aplicação da multa".

O Vasco pagou, na última sexta (8), valores atrasados de parte dos funcionários e de jogadores do elenco com vencimentos baixos. Deste modo, reduziu as dívidas correntes com os trabalhadores. O salário referente a fevereiro de quem ganha até R$ 1.800 foi pago. Quem ganha acima deste valor teve R$ 1.300 pagos relativos aos vencimentos de janeiro. Adaptado Notícias ao Minuto

Comentários