Anuncios!

Notícias em Destaques

Agentes dizem que Rafinha vai recorrer contra indenização milionária a Adidas


A agência que representa o meia brasileiro Rafinha Alcântara divulgou um comunicado nesta terça-feira no qual afirma que vai recorrer da decisão de um tribunal da cidade de Amsterdã, na Holanda, que condenou o jogador a pagar 1 milhão de euros em indenização para a Adidas.
"Respeitamos a resolução judicial sobre o procedimento de medida cautelar determinada no dia de hoje, mas discordamos da argumentação e da decisão, motivo pelo qual estudaremos as alternativas judiciais junto aos advogados do jogador", afirmou a empresa na nota.
No comunicado, a defesa do atleta alega que a decisão do tribunal de Amsterdã é provisória, que não aprofundou o caso, e ainda questiona a Justiça holandesa por não analisar uma ação anterior apresentada pelo jogador contra a empresa esportiva.
Além da indenização, a sentença ainda determinou que um dos filhos do tetracampeão mundial Mazinho deverá voltar a utilizar material fornecido pela marca, com que assinou contrato em 2013.
Rafinha, que está afastado dos gramados por causa de uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, tinha vínculo com a Adidas até 1º de julho deste ano. Desde então, o meia usa material sem logomarca aparente, da empresa japonesa Mizuno.
Os advogados do brasileiro apontavam que a cláusula de extensão de vínculo não estava indicando a obrigação da renovação. A corte, no entanto, rejeitou o argumento, apontando que o texto era claro, o que tornava impossível desprezar a prorrogação.
Inicialmente, a Adidas havia pedido uma indenização de 100 mil euros (R$ 443 mil) por dia, pelo descumprimento do acordo, mas, a sentença indicou um valor dez vezes menor, limitando o montante máximo a 1 milhão de euros. Agencia EFE.
Tecnologia do Blogger.